Twitch TV partypokerTV está ao vivo agora - Assista ao vivo na Twitch

Foto: Divulgação

Para quem gosta de se aprofundar na história do poker, o esporte da mente está repleto de casos curiosos e peculiares ao longo de séculos – sobretudo quando voltamos aos primórdios da modalidade, no Velho Oeste americano, retratado em filmes de poker como Maverick, estrelado por Mel Gibson, entre tantos outros.

Um bom exemplo é a história da “Mão do Homem Morto” (ou Dead’s Man Hand, como é originalmente chamada). Se você já venceu alguma mão de poker com par de 8 e par de ás, ambos de naipes pretos, saiba que há muita lenda por trás dessa combinação de cartas – e agradeça por ter saído vivo para contar a história depois. Afinal, por que essa mão tem esse nome macabro? Para responder, é preciso voltar 145 anos no tempo e conhecer um pouco mais sobre James Butler Hickok, ou simplesmente “Wild Bill” Hickok.

Quem foi Wild Bill?

James Butler Hickok nasceu em 1837, nos Estados Unidos, e foi um combatente da União na Guerra Civil Americana. Era um típico homem do faroeste, daqueles que você encontra em filmes que retratam essa época. No século XIX, ganhou enorme reputação como pistoleiro (daí a alcunha de “Wild Bill”, ou “Bill Selvagem” na tradução literal), mas também tinha um grande apreço pelos jogos de poker – tanto que morreu justamente durante uma partida.

Isso aconteceu em 1876, em Deadwood, na Dakota do Sul, mais precisamente no Saloon Nuttal & Mann No. 10. Wild Bill jogava o Five Card Draw, que era a modalidade de poker dominante na época, quando foi surpreendido com um tiro de revólver calibre .45 pelas costas, que acertou sua cabeça e o matou na hora.

Manchadas de sangue, suas cartas caíram no chão e revelaram o par de ás e o par de 8, ambos pretos. Anos mais tarde, essa passou a ser conhecida como “A Mão do Homem Morto” e se tornou uma das lendas mais conhecidas do poker.

Controvérsias

Como em toda história, sempre há controvérsias. Embora a versão mais aceita seja de que a mão corresponda exatamente a esses dois pares, com a quinta carta desconhecida, há alegações distintas sobre a formação da Mão do Homem Morto. Alguns historiadores contam que, na verdade, um dos 8 era de ouros, sendo a quinta carta uma dama de paus.

Também existem algumas versões que dão conta de que a mão, na verdade, era um full house com trinca de valetes e par de 10. Na Enciclopédia de Superstições, Folclore e Ciências Ocultas, de 1903, consta que, na verdade, era um full house com trinca de valetes e par de 7, enquanto o historiador de jogos Edmond Hoyle definiu essa mão como trinca de valetes e par de 8.

No entanto, a versão mais aceita hoje em dia é a de AA88, com a quinta carta sendo oculta. Portanto, se você já segurou essa mão de poker no Omaha Hold’em, por exemplo, saiba que tem muita história por trás dessas cartas.

O final da história de Wild Bill

Afinal, por que Wild Bill foi assassinado dessa forma? Conta a história que seu algoz, Jack McCall, havia perdido uma boa quantia no dia anterior, também durante uma partida de poker. Bill teria dado um dinheiro de “consolo” ao jogador e alertado para que não voltasse mais enquanto não pudesse cobrir seus prejuízos, o que teria ofendido a honra de McCall – algo “nada comum” no velho oeste, certo?

No dia seguinte, McCall voltou ao mesmo bar e se vingou de Wild Bill com um tiro pelas costas. Ele tentou fugir, mas acabou contido por dezenas de homens e foi preso. Um ano mais tarde, em 1877, foi condenado à morte por enforcamento.

Quanto a Wild Bill, além de um lugar reservado na história americana como uma das maiores lendas do Velho Oeste, coube também uma menção honrosa na comunidade do poker que dura até hoje: em 1979, mais de um século após sua morte, ele foi integrado ao hall da fama do esporte da mente, juntamente com lendas como Johnny Moss, Felton McCorquodal, Nick Dandolos e Edmond Hoyle, que integraram a primeira classe do hall (hoje, já são 59 personalidades do poker integrando a lista).

Ao longo da história, Wild Bill foi adaptado para o mundo dos filmes e séries em diversas oportunidades, incluindo o seriado Deadwood, da HBO. Curiosamente, o salão em que o crime aconteceu ainda existe, embora não esteja mais no local original.

Histórias como essa, embora trágicas, dão a dimensão histórica do poker como forma de entretenimento. O que nunca saberemos, porém, é se James Butler Hickok venceria a mão segurando os famigerados dois pares…

Compartilhe.

Comentários estão fechados.