A cultura do poker está intrínseca na sociedade norte-americana. Desde o século XIX, o jogo é conhecido na maioria das regiões dos Estados Unidos e a popularidade nos últimos 50 anos cresceu a níveis estratosféricos.

Por conta da relevância do poker na cultura dos Estados Unidos, nas últimas décadas, a indústria cinematográfica de Hollywood surfou na onda desse fenômeno popular de entretenimento e abordou o tema em diversas produções.

A lista de filmes relacionados ao poker não é pequena e, abaixo, separamos cinco produções que são fundamentais para qualquer jogador assistir.

Maverick (1994)

Estrelado por Mel Gibson e Jodie Foster, Maverick é uma produção dirigida pelo lendário Richard Donner que tem como enredo principal a história de Bret Maverick (Gibson) em busca de um sonho: ser reconhecido como melhor jogador de poker dos Estados Unidos.

O filme é ambientado nos Estados Unidos do passado, há mais de 100 anos. Para conseguir a reputação de melhor jogador do país, Maverick precisa entrar em um torneio que conta com os melhores competidores dos Estados Unidos.

Grande parte da trama se concentra na busca incessante de Maverick para arrecadar o dinheiro restante que lhe falta a fim de realizar o buy-in desse torneio tão especial. Nessa aventura, ele conhece personagens icônicos do filme, como Annabelle Bransford (Jodie Foster), Zane Cooper (James Garner) e alguns outros.

Maverick é um filme de aventura e comédia e também se encaixa na categoria de “filme da Sessão da Tarde”. Com enredo leve e para assistir sem precisar se esforçar mentalmente para entender a trama, esta obra protagonizada por Gibson é um filme para a família.

Além do poker ser parte do enredo principal do filme, todo jogador deveria assisti-lo pelo fato de que a obra mostra como a modalidade era encarada e jogada nos tempos do faroeste estadunidense.

De maneira sutil e inteligente, o diretor mostra as nuances das estratégias de poker e evidencia como o jogo já era muito importante para o entretenimento da sociedade norte-americana.

Bem-Vindo ao Jogo (2007)

Assim como Maverick, Bem-Vindo ao Jogo conta com um elenco de peso. Estrelado por atores renomados como Drew Barrymore, Robert Duvall e Eric Bana, o filme retrata a trajetória de Huck Cheever (Bana) em busca de sucesso no World Series of Poker (WSOP).

Bem-Vindo ao Jogo não tem as mesmas críticas positivas que Maverick, mas é um filme muito interessante para quem gosta de poker, pois mostra detalhadamente como é a vida de um competidor que tenta o título do World Series of Poker.

A obra, dirigida por Curtis Hanson, fez questão de criar uma atmosfera totalmente voltada ao poker durante a produção. No filme, jogadores profissionais, como Doyle Brunson, John Juanda, Phil Hellmuth e vários outros, aparecem como atores e alguns deles deram aulas particulares para Bana — protagonista do longa-metragem.

A evidência do poker no filme é complementada pelo drama familiar dos personagens principais. Na história, Huck, além de ser um jogador que tenta o sucesso no poker, precisa conquistar a confiança do pai através das mesas do jogo e toda trama se desenvolve ao redor disso.

O pai de Huck, interpretado por Robert Duvall, é um jogador de poker mundialmente reconhecido e com dois títulos de World Series of Poker no currículo. Como não poderia ser diferente em se tratando de uma produção hollywoodiana, pai e filho se enfrentam na mesa final do torneio.

Cartas na Mesa (1998)

Ao contrário de Bem-Vindo ao Jogo, que traz todo glamour do poker no cenário profissional através do World Series of Poker, Cartas na Mesa é um filme que explora o lado underground da modalidade.

Estrelado por Matt Damon, Cartas na Mesa se tornou um verdadeiro clássico do poker nas telonas. O elenco também é fantástico e conta com nomes como Edward Norton, John Malkovich e Johnnie Chan (bicampeão do World Series of Poker).

Na história, Mike McDermott (Damon) se dá mal em um torneio de poker e perde todo seu capital financeiro. Frustrado, ele deixa a modalidade e resolve largar as cartas. No entanto, a conexão com o amigo Lester Murphy (Norton) o faz retornar às mesas.

De volta ao jogo, McDermott, especialista em Texas Hold’em, resolve encarar os melhores jogadores de poker da cidade em uma história de superação e competição.

Em nota de curiosidade, vale citar que durante as filmagens Damon teve que aprender as estratégias do jogo para aplicá-las nas cenas e chegou até mesmo a participar de uma etapa do World Series of Poker. Após o término da produção, o ator se tornou um fã confesso do poker e desde então já participou de diversos eventos da modalidade junto a celebridades conhecidas, como o seu amigo Ben Affleck.

The Cincinnati Kid (1965)

Outro grande clássico da lista, The Cincinnati Kid conta com a presença do premiado ator Steve McQueen, que interpreta Eric Stoner.

Filme de época, ele se passa na década de 1930. Na trama, Stoner precisa provar para todos que é o melhor jogador de poker dos Estados Unidos. Para tornar a obra bem fidedigna aos tempos antigos, a modalidade jogada é o five-card stud — que naquele tempo era a mais popular de todas.

Para provar sua qualidade a todos entre a elite do poker de Nova Orleans, Stoner encara um desafio complicado contra o invicto Lancey Howard (interpretado por Edward G. Robinson).
O filme se apossa de alguns mitos populares que cercavam o poker nos anos 1930, mas é uma boa produção que conta com mais críticas positivas do que negativas e ótimas atuações dos atores em cena.

The Grand (2007)

Um filme alternativo, sem roteiro fixo e com atores disputando torneios de poker para valer. Assim é o The Grand, produção do gênero comédia de improvisação dirigida por Zak Penn.

O elenco é bom e conta com nomes conhecidos do grande público, como Woody Harrelson e Ray Romano. The Grand bebe na mesma fonte das produções de Christopher Guest, em que os atores improvisam as cenas de acordo com as personalidades dos personagens.

O enredo do filme é focado em um torneio de poker sediado no Golden Nugget, cassino localizado em Las Vegas. Na história, diversos personagens jogam torneios reais em que as cenas são filmadas.

Para deixar a história da maneira mais natural possível, o roteiro do filme, quando foi escrito, não contou com um campeão previamente decidido. Consequentemente, o final da obra foi determinado através do desempenho dos jogadores nas mesas de poker.

Por se tratar de um filme tão natural na cena do poker, The Grand é um longa-metragem muito indicado para os jogadores da modalidade — recreativos ou profissionais.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.