As regras são as mesmas e a classificação das mãos também. No entanto, o poker jogado ao vivo quando comparado ao online apresenta uma série de diferenças muito relevantes e há vários casos de competidores que se especializam em apenas uma vertente.

Ritmo de jogo, rotina, estruturas de torneios e comportamento são algumas das principais diferenças quando o assunto é poker ao vivo x online. Ambos apresentam prós e contras que se ajustam ao estilo de jogo de diferentes jogadores.

Abaixo, separamos alguns dos tópicos que distinguem essas vertentes populares do esporte de cartas mais jogado do mundo.

Rotina

Esta é certamente uma das três maiores diferenças entre os dois jeitos de jogar poker. Quem é especializado em torneios ao vivo precisa ter uma rotina um pouco mais rígida em relação ao profissional online.

Em um exemplo prático, os jogadores de torneios ao vivo precisam comparecer ao evento em determinada hora e para tal é necessária uma logística de viagem ou deslocamento dentro da própria cidade. Supondo que um evento comece às 20h, o indivíduo precisa sair de casa pelo menos uma hora antes para chegar ao clube e se acomodar até iniciar o jogo.
No online, a agenda é totalmente diferente. Se um evento estiver marcado para às 20h, o jogador pode ligar o seu notebook 10 minutos antes e ainda assim se preparar tranquilamente para o início do torneio.

Essa flexibilidade maior na agenda faz com que o especialista em poker online tenha uma rotina mais versátil. Já em casos de torneios ao vivo em que o jogador precisa viajar para fora do país, a logística se torna ainda mais complexa e envolve custos extras como passagem, transporte e hospedagem.

Também vale citar uma das maiores vantagens dos competidores online: poder jogar de pijamas. Em uma era em que o home office está se tornando cada vez mais frequente, ter a possibilidade de exercer o trabalho de maneira informal é algo precioso.

Diferentes cuidados

Quando o jogador profissional é focado apenas no poker ao vivo, inevitavelmente ele precisará realizar viagens de curta ou longa duração. Portanto, na maioria dos casos, o indivíduo tem que se preocupar com questões que vão muito além do poker.

Nesses casos, é necessário pensar em todas as questões envolvendo a viagem, como custo da passagem, localização de hospedagem e muito mais. Isso significa que o jogador tem que tomar conta de várias coisas ao mesmo tempo, algo que nem todos conseguem se adaptar.

No poker online, alguns cuidados também precisam ser tomados. Um dos essenciais é investir na infraestrutura do home office. É recomendável que os jogadores profissionais tenham pelo menos duas conexões diferentes em casa, pois dessa maneira evita a possibilidade de ficar sem internet em momentos decisivos. Afinal, já imaginou a conexão cair no meio de uma disputa por US$ 100 mil? Isso pode acontecer e é um gatilho perfeito para o indesejável tilt.

Além disso, outro ponto recomendado é criar uma boa atmosfera de trabalho em casa. Ter um escritório apenas destinado ao poker é fundamental para maximizar o rendimento no jogo, assim como hardware adequado.

Ritmo de jogo

Esta é a diferença mais clara entre os dois mundos. No poker online, até mesmo jogadores recreativos jogam pelo menos cinco torneios as mesmo tempo—os profissionais frequentemente ultrapassam de 10 simultaneamente.

Com essa possibilidade de disputar torneios separados e de diferentes variantes do poker, o jogador precisa estar totalmente focado na sessão de poker. Isso significa sem distrações para olhar as mensagens no celular e questões do tipo.

Quando o assunto é poker ao vivo, o ritmo de jogo é totalmente diferente. Uma mesma mesa pode durar horas e o estilo é mais cadenciado. Dessa maneira, as sessões são mais demoradas e pode favorecer a jogadores pensativos e analíticos.

Também há o ponto de que vários competidores são mais agressivos no poker online. Pelo fato de haver mesas simultâneas e centenas de torneios por dia, os potes geralmente são menos “valiosos” do que no ao vivo — tudo isso gera mais mãos decididas no heads-up. Quando a ação é live, naturalmente há mais folds e cadência por parte dos jogadores.

Comportamento na mesa

Outra grande mudança. No poker ao vivo, o glamour é naturalmente maior. Disputar uma mesa final de torneios como BSOP ou WSOP trazem questões como televisão, entrevista pós-torneio, holofotes e muito mais. Já na internet, geralmente os eventos online são mais low profile.

Se o jogador não souber lidar com toda pressão externa, uma missão final de um grande torneio ao vivo pode se tornar uma pedra no sapato. Controlar a ansiedade, não alterar o método e saber ser paciente em uma mesa final que pode durar horas são pontos que geralmente só os mais experientes dominam.

Além disso, tem toda questão da linguagem corporal que, obviamente, não pode ser identificada no poker online. No ao vivo, é possível sentir o nervosismo do oponente e em alguns momentos deduzir se ele está blefando ou não de acordo com os seus sinais simples.

Adapte, mas não mude o seu estilo de jogar

Um erro comum é o jogador alterar completamente o seu estilo de jogar quando vai do online para o ao vivo e vice-versa. Em situações assim, o recomendável é simplesmente se adaptar, mas sem esquecer a essência do seu jogo.

Afinal, tentar mudar as características de jogar da água para o vinho na hora de trocar a vertente do poker pode se tornar um erro difícil de se recuperar.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.