Foto: Mundo Poker.

Era começo de noite quando o gaúcho Renan Bruschi  – também conhecido como Internett93o – venceu o WPT Mini Main Event Championship e viu a casa de sua família “explodir” em alegria. Poucos segundos separaram o Full-House, obtido com um no river, do all-in decisivo e da correria e loucura pela casa, com direito a pai, mãe, noive e até avó subindo as escadas da casa para festejar junto com o profissional.

O poker costuma ser solitário. Normalmente, a tela do computador é a única testemunha dos altos e baixos de um grinder. Mas não foi esse o caso na casa dos Bruschi.

Aos 33 anos e com experiência de nove no poker profissional, Renan preparou o cenário para celebrar e não cedeu espaço à decepção. Em 3 horas e 48 minutos, ele superou oito adversários, conquistou um troféu WPT (sendo o terceiro brasileiro a conseguir o feito) e a maior premiação carreira: US$ 504.582.

O acordo: intuição de mãe certeira

O valor teria sido ainda maior se Renan não tivesse aceitado um deal feito por ICM quando restavam quatro jogadores na disputa e brasileiro era terceiro colocado, atrás de Liviu-Rodrig Bartha e Arturs Balodis – o atrapalhado chip-líder letão que demorou mais de cinquenta minutos para conduzir um dos acordos mais demorados da história do poker online.

“Se fosse pelo feeling da minha mãe, eu não teria feito o acordo. Mas é assim que funciona. Às vezes, você opta por um valor fixo maior”, diz Renan, que conversou com o Blog do partypoker na última sexta-feira. “A média de stack era de 30, 40 blinds e o pessoal não estava fugindo do jogo. Apesar da vantagem técnica que eu poderia ter, sempre é bom garantir, porque tudo pode acontecer. Eu consegui garantir a premiação do segundo, mesmo fazendo o deal em quarto”.

A premiação original do primeiro lugar era de 758 mil dólares e o acordo fez com que Renan “deixasse” na mesa US$ 254 mil (ou mais de R$ 1.3 milhão), mas o jogador não permitiu que esse detalhe ocupasse sua cabeça. E não apenas porque o prêmio mesmo assim foi enorme, mas porque o significado da conquista vai bem além das altas cifras de dólar.

Cada hora compensa cada dólar

“Cada conquista coroa as horas que você investe para ser melhor. Para evoluir tecnicamente. Para evoluir mentalmente. É meu maior resultado em termos de premiação, mas eu já tive outras conquistas de seis dígitos para coroar essa dedicação de anos”, diz Renan. “Por experiência, não supervalorizo nenhum resultado, mas claro que que fico muito feliz. A gente trabalha duro para que esses poucos momentos aconteçam”.

Foram quatro rodadas –  do Dia 1 à Mesa Final – no Mini Main Event, mas são incontáveis as horas dedicadas aos detalhes e a cada aspecto do jogo para Renan chegar a viver o momento que todos os jogadores sonham em viver.

Corpo e mente

Apesar de ser integrante do Netteam (do qual é fundador), Renan chegou aos níveis mais altos do poker online sem integrar nenhuma equipe na maior parte da carreira.

A evolução solo – cada vez mais rara no Brasil – foi possível, porém, por uma rotina baseada em trabalho e disciplina e atenta a detalhes.

“Ser perfeccionista, não aceitar as derrotas e identificar os erros foram características que fizeram buscar resolver problemas de tomadas de decisão, aperfeiçoar o jogo”, conta o campeão de WPT Mini Main Event.

Até hoje, há quem pense que talento e sorte bastam para definir os grandes vencedores do poker. Ambos são elementos importantes, mas – no geral – para cada dólar de lucro de um grande jogador, há horas de trabalho envolvido.

Revisão de mãos e grupo de estudos com Bencb

No caso de Renan, o trabalho acontece de maneira sistemática. Diariamente, depois de encerrar o expediente, ele revisa as mãos que ele define como chave.

“Procuro sempre resolver as mãos marcadas do dia. Todos os dias que eu não jogo eu estudo. Estou sempre à procura de alguma coisa nova”, diz o jogador.

A revisão é uma rotina diária, que serve como base de um trabalho incessante em busca de soluções para os problemas no poker, seja pelo uso de softwares de apoio ou seja participando de grupos de debate com outros regulares de destaque.

Além de discutir mãos com companheiros do Netteam, como Ricardo “rickyibrah45” Rocha , Alexandre ‘shunzao’ Pazinato e Gustavo “GuGuGFBPA” Rego , Renan participa de dois grupos de estudo com colegas do poker internacional, cada um com quatro integrantes.

“Tenho também dois grupos de estudo. Um com três amigos da Romênia. E também um grupo fechado com o pessoal do Raise Your Edge, com o Bencb (fundador do curso), o BLACK88 e o MountainRoSe”, diz Renan. “Essa interação ajuda demais na minha evolução e me dá vários insights. É isso que eu faço para procurar a perfeição técnica, depois de tanto tempo”.

Menos WhatsApp, mais exercício e chimarrão

Procuramos Renan para uma entrevista na quinta-feira pela tarde, mas só obtivemos resposta na manhã dia seguinte. Para algum desavisado poderia parecer falta de consideração, mas não foi o caso. No dia seguinte ao título mais importante de sua carreira, Renan já estava de volta ao grind e também à sua rotina de foco total no poker.

É comum que jogadores conciliem sessões de poker com outras distrações, como redes sociais e conversas de WhatsApp. Mas não é o caso do nosso entrevistado, que “apaga” completamente quando está trabalhando.

Além do desenvolvimento técnico, a concentração e força psicológica se destacam no jogo do profissional, que busca alcançar o equilíbrio por meio de uma rotina quase diária de exercícios físicos e bons hábitos.

De 3 a 4 vezes por semana, Renan Bruschi pratica o treinamento de alta intensidade, mais conhecido como HIT, além de jogar futebol (pelo menos nos tempos anteriores à pandemia) com frequência.

“A alimentação e exercício físico são responsáveis para deixar você mais tranquilo e saudável. O poker dá um desgaste mental muito grande e os profissionais não procuram essas atividades fora da mesa – que servem como remédios – acabam tiltando mais”, acredita o profissional. “Quem joga High Stakes, principalmente, sabe que precisa estar equilibrado. Na parte da alimentação eu como comidas leves, frutas, grãos, tomar o meu chimarrão para ter o melhor desempenho possível”.

Preparação + pré-pesquisa = FT impecável

Quem assistiu a decisão do WPT Mini Main Event, testemunhou o show de Renan na mesa final. Vice-líder no início da decisão e com o melhor currículo entre finalistas, o brasileiro já imaginava que teria pela frente uma decisão tecnicamente mais fácil que o habitual, mas não relaxou no processo de preparação.

No dia anterior, mapeou possíveis rivais mais problemáticos – seja por qualidade técnica ou por tamanho de stack – e desenvolveu uma pré-pesquisa – que somada a todo o trabalho diário do Internett93o – fez a diferença na tomada de várias decisões.

Em um dos primeiros spots decisivos, Renan, no small blind e com JJ, apostou (depois de dois limps) seis big blinds, e conseguiu encontrar um fold após o moldavo Nichita Verbitchii , do big, com QQ em mãos, ir all-in com 42 bbs, 58% do stack do brasileiro.

Esse foi um de vários momentos em que o brasileiro teve que tomar uma decisão difícil, mas acertou – além claro de outros tantos em que contou com a sorte. No final, tudo deu certo.

Um a um, eliminou cinco dos oito rivais da mesa final. O primeiro a cair pelas mãos do brasileiro foi Romãns Voitovs – um dos rivais com maior nível técnico; depois, eliminou Janis Loze , Liviu-Rodrig Bartha , Arturs Balodis e Nichita Verbitchii na decisão.

“Eu esperava uma mesa mais soft porque não tinha tantos jogadores conhecidos. Eu tinha sondado e vi que tinha dois ou três regulares e eles não tinham stacks muito grandes e isso facilitou bastante a minha caminhada”, diz Renan. “O chip-líder (Liviu-Rodrig Bartha) era um jogador mais fraco estava na minha direita, apesar de ter perdido um pote bem grande com ele eu conduzi bem a mesa final e chegar na vitória”.

O preço da tranquilidade

“Foi bem tranquilo”, admite Renan, sincero, falando estritamente sobre a decisão. Tranquilo – ou pelo menos estável – é também é o momento de carreira de Renan. Perto de completar 10 anos como profissional, vive seu auge, seja individualmente, ou seja como líder do Netteam, que acumula uma série bons resultados e mais de US$ 1 milhão de lucro em 2020.

A ‘tranquilidade’, se é que existe, vem a base de trabalho diário nada relaxado. De uma mentalidade que levou o Internett93o a vários big hits – inclusive o maior de todos na última quarta-feira – e que ele quer transmitir a seus alunos “Então essas conquistas eu busco para mostrar para o pessoal do meu time que é possível. Então, eu ser esse exemplo para eles é o que mais me motiva a buscar conquistas e títulos como esse”, diz o profissional.

Desde o título de Renan, a equipe (com 47 integrantes) já registrou, em seis dias, mais seis resultados expressivos – de cinco a 26 mil dólares.

Os alunos do Netteam já viram que poker pode trazer várias noites de glória e inesquecíveis – como a que o craque viveu ao lado da família. Mas que – para sejam “várias” – é preciso repetir o mesmo processo no dia seguinte. Cada hora vale cada dólar.

—//—

MAIS SOBRE O PARTYPOKER

Para consultas e atendimento personalizado em seu idioma, contate latam@partypoker.com ou fale com o nosso WhatsApp Call Center, no seguinte telefone: +55 22 99226-5006 de 10:00 a 22:00 .

Ainda não tem conta no partypoker, crie uma a partir deste link

Compartilhe.

Comentários estão fechados.