Twitch TV partypokerTV está ao vivo agora - Assista ao vivo na Twitch

Um dos maiores nomes da história recente do poker brasileiro agora faz parte do time de craques do partypoker. Estamos falando do curitibano Yuri Dzivielevski, que é o mais novo patrocinado pela marca, juntando-se a nomes como sua conterrânea Day Kotoviezy, Joni Jouhkimainen, Benjamin Pollak e Louise Buttler, além de outros embaixadores, incluindo João Simão, Isaac Haxton, Kevin Hart e Nikita Bodyakovsky.

Aos 29 anos, o ex-músico tem se dedicado ao poker por mais de uma década e acumulando grandes feitos nessa trajetória, tanto no ao vivo quanto no circuito online. Conheça abaixo alguns dos feitos de Yuri Dzivielevski no esporte da mente até hoje!

O começo nos feltros

Os primeiros bons resultados de Yuri no poker ao vivo vieram no começo da década passada. Em 2011, por exemplo, ele foi vice-campeão do Main Event do BSOP, em São Paulo, caindo no heads up para Felipe Nunes. Foi nesta ocasião que o curitibano faturou seu primeiro prêmio significativo, de R$ 171 mil.  

A partir de então, começou a chamar a atenção no circuito nacional e internacional, furando a bolha na WSOP em 2013 (algo que aconteceria em todos os anos seguintes), terminando na 12ª colocação em Las Vegas.

O primeiro grande título nacional

Em janeiro de 2014, no Caribe, Yuri Dzivielevski foi campeão de um torneio ao vivo pela primeira vez, derrotando Daniel Ades nas Bahamas e levando pra casa a quantia de US$ 28 mil. Porém, a primeira grande conquista aconteceu no ano seguinte.

Em novembro de 2015, o paranaense superou um field de 426 entradas para levar o título inédito do BSOP Millions (LAPT Grand Final), derrotando Afonso Henrique Moreira Ribeiro na mesa final – deixando para trás outros grandes nomes do poker nacional, como Carlos Hey de Lima, Pedro Garagnani, Ariel Celestini e outros.

Na ocasião, Yuri levou pra casa o prêmio de R$ 652 mil, de longe o maior de sua carreira no poker ao vivo até então, e ganhou ainda mais notoriedade no circuito.

O primeiro bracelete

Desde sua estreia na WSOP, em 2013, Yuri jamais deixou de faturar algum prêmio na competição. Em 2015, pouco antes de levar o título do BSOP, o curitibano chegou a furar a bolha no Main Event da WSOP, levando US$ 55 mil pra casa.

Porém, foi no ano de 2019 que veio sua consagração máxima na World Series of Poker. Jogando o evento #51 (Mixed Omaha Hi/Lo 8 or Better, Seven Card Stud Hi/Lo 8 or Better), disputado em Las Vegas, o grinder superou 400 entradas para ficar com o título, conquistado contra Michael Thompson no heads up.

Yuri levou o tão sonhado bracelete e se juntou ao grupo de brasileiros campeões da WSOP – na época, ele foi o sexto a alcançar o feito, juntando-se a Alexandre Gomes, André Akkari, Thiago Decano, Roberly Felício e Murilo Figueiredo. De quebra, faturou US$ 213 mil, estabelecendo um novo recorde de faturamento na carreira.

A marca, no entanto, logo seria superada – e no mesmo torneio. Poucos dias depois de fazer história, Yuri quase repetiu o feito no Main Event da WSOP, mas acabou na 28ª posição. Sua premiação foi de US$ 261 mil, a maior até hoje em torneios ao vivo na carreira de Yuri.

O bicampeonato da WSOP

Um ano após conquistar seu primeiro bracelete, Yuri voltou a fazer história no maior torneio de poker do planeta, desta vez na versão online da WSOP. Em julho de 2020, o curitibano disputou o evento #42 (Pot Limit Omaha – PLOSSUS) com um field insano de mais de 4.300 entradas, mas fez bonito: ele bateu Matthew Vengrin no heads up e conquistou seu segundo bracelete, além de US$ 221 mil.

Com isso, Yuri Dzivielevski cravou seu nome na história do poker brasileiro ao se tornar o primeiro competidor nacional a vencer a WSOP mais de uma vez, se juntando também a uma seleta lista no mundo. Além disso, o curitibano está entre os 10 brasileiros que mais faturaram prêmios na história da World Series of Poker, com pouco mais de US$ 695 mil (incluindo tanto os torneios presenciais quanto online).

Volta ao topo no poker online

Embora tenha construído uma sólida carreira nos torneios ao vivo, Yuri sempre foi um grande representante do poker online. Afinal, ele disputa campeonatos e cash games com consistência desde 2010. Já foram 178 títulos e mais de US$ 14 milhões em prêmios – incluindo resultados expressivos em torneios como o MILLIONS online.

Em 2021, o grinder curitibano voltou a ocupar o 1º lugar do ranking da Pocket Fives, posto que já havia assumido antes no circuito em duas oportunidades. Em abril, ele quebrou o recorde brasileiro de semanas no topo da lista, com nada menos que 13 semanas na liderança. O paranaense já atingiu os 6 dígitos de premiação algumas vezes, incluindo uma que ultrapassou US$ 1 milhão, em 2014.

Ficou curioso para saber um pouco mais sobre o novo jogador patrocinado do partypoker? Uma boa dica é acompanhar o documentário “A Nerd Story”, disponível no Youtube, que conta um pouco mais sobre a trajetória de Yuri Dzivielevski.

—//—

 

MAIS SOBRE O PARTYPOKER

Para consultas e atendimento personalizado em seu idioma, contate latam@partypoker.com ou fale com o nosso WhatsApp Call Center, no seguinte telefone: +55 22 99226-5006 de 10:00 a 22:00 .

Ainda não tem conta no partypoker, crie uma a partir deste link

Compartilhe.

Comentários estão fechados.