O streaming de jogos é uma realidade cada vez maior na internet, e engana-se quem pensa que ele é funcional apenas entre os players de consoles e jogos para PC. As transmissões ao vivo de poker também vieram para ficar.

Isso porque o crescimento de redes sociais como o Twitch permite uma maior propagação do poker online e traz algum holofote para seus praticantes. Além disso, para jogadores profissionais, é mais uma importante fonte de renda com audiência, subscrições, publicidade e outros tipos de monetização.

Alguns dos mais renomados streamers de poker fazem parte da equipe partypoker, entre eles o brasileiro Lui Martins, mas também outros craques como Jaime Staples (considerado o melhor streamer de poker da atualidade) e Jeff Gross. O público feminino também tem suas representantes, como Monika Zukowicz e Courtney Gee.

Além de poder acompanhar os grandes jogadores, os usuários de Twich e YouTube assistem torneios internacionais em plataformas como a partypokerTV. O canal transmite as principais competições ao vivo da marca, bem como eventos de alguns parceiros.

Com tantos casos de sucesso, você deve estar se perguntando: como faço para ser um streamer de poker? Separamos algumas dicas fundamentais:

Tenha um bom hardware e uma internet rápida

Ao contrário de streamers de outros jogos, você não precisa ter um setup de alta performance. Isso porque os sites de poker não exigem um poder de processamento gráfico tão elevado quanto os jogos mais modernos. No entanto, é recomendável ter um processador intermediário disponível no mercado (por exemplo, um Intel Core i5), pelo menos 4gb de memória RAM e uma placa de vídeo dedicada com pelo menos 2gb de memória. Esse setup é mais que suficiente para fazer as transmissões em uma boa qualidade.

Alguns mais avançados utilizam dois computadores, sendo um exclusivamente dedicado para a transmissão, ou uma placa de captura. Mas trata-se de um upgrade que não é necessário para quem estável apenas começando.

Outro ponto importante é a velocidade da internet. O ideal é que ela tenha uma banda para upload igual ou superior a 10mbps para transmissão em HD. Além disso, é crucial que a conexão seja esta estável para evitar quedas durante a transmissão.

Invista em equipamentos e periféricos

Não basta ter um computador para realizar boas transmissões. Alguns equipamentos e periféricos são necessários. Pra começar, uma boa cadeira que seja confortável o suficiente caso você deseje passar horas fazendo transmissão (quem joga poker online sabe da importância do conforto nessas horas). Embora não seja uma condição, ter uma cadeira esteticamente bonita também é um diferencial para as transmissões.

Em relação a monitores, não é impossível realizar a transmissão com apenas uma tela, mas também não é o ideal. Vale a pena fazer um upgrade e contar com pelo menos um monitor extra, de modo que um fique concentrado no jogo e o outro possa servir de suporte para a transmissão, para interagir com os espectadores no chat ou até mesmo para ter um overview de todas as mesas (caso você seja o tipo de jogador que opte por jogar várias mesas ao mesmo tempo, o que geralmente acontece com os grinders de alta performance). Se puder, tenha três monitores para otimizar a transmissão e facilitar sua vida.

Um bom streaming não se faz apenas com a transmissão das partidas. É preciso interagir com os espectadores, e por isso é importante ter webcam e um microfone de qualidade. Esses são os periféricos mais importantes para qualquer streamer de sucesso, pois permitem que haja uma maior interatividade no canal – e, consequentemente, mais relevância nas plataformas.

Escolha o software e a plataforma certos

Com seu setup montado, está na hora de escolher o software que você usará para transmissão. Existem diversas opções disponíveis no mercado, entre as mais básicas até as mais profissionais. Para streamers iniciantes, uma boa aposta é o OBS Studio, que é gratuito e open source, além de estar disponível tanto para Windows quanto para Mac. Algumas alternativas são o Streamlabs OBS e Xsplit Gamecaster.

Também é importante escolher a plataforma certa pra você – e focar nela de início. Atualmente, as mais populares são Twitch, YouTube Gaming, Facebook Gaming e Mixer, cada uma com seus prós e contras. Antes de escolher, pesquise bastante sobre o que cada uma tem a oferecer e, principalmente, as condições de monetização (caso seu intuito seja usar o canal como uma fonte de renda consistente).

Tenha um planejamento de lives

Como em toda atividade, ter sucesso no streaming de poker requer um bom planejamento, de modo que seu canal tenha transmissões constantes. Para crescer em qualquer uma das plataformas, é fundamental dedicar algumas horas diárias ao streaming, e montar uma agenda com horários ajuda bastante.

Isso cria um vínculo com sua base de espectadores, que poderão saber os horários do dia em que você estará jogando para acompanhar as transmissões do seu canal com regularidade. A quantidade de horas que você passará fazendo lives dependerá de uma série de fatores e não existe uma “receita de bolo”, mas fazer pelo menos duas horas diárias já é um bom começo.

Interaja com os fãs

Por fim, não se esqueça que o real propósito de ter um canal em qualquer plataforma de streaming é poder levar o seu jogo para outras pessoas. Quanto mais você interagir com seus espectadores, mais potencial de crescimento terá. O chat em tempo real é uma boa ferramenta para isso.

Também vale a pena investir por meio de outras redes sociais, como Instagram, Facebook e Twitter. Além, é claro, de usá-las para divulgar as suas transmissões e atrair ainda mais público. Afinal, quanto maior for esse público, mais você pode arrecadar com as transmissões!

Vale a pena acompanhar um pouco de outros canais de sucesso – como por exemplo os jogadores da equipe partypoker – para ter uma ideia de como interagir com os espectadores. É sempre importante ter referências dentro do Twitch ou de qualquer outra plataforma que você escolher.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.