Jogar os torneios de poker online pode ser um pouco imprevisível em alguns aspectos e um deles é o nível de força do seu oponente na mesa. Em grandes torneios, profissionais e recreativos normalmente se esbarram e a presença de competidores amadores pode ser algo comum até mesmo em momentos decisivos das competições.

Consequentemente, jogadores de menor nível técnico tendem a perder para os “sharks” a longo prazo e, portanto, é fundamental que o competidor profissional tenha todas as cartas na manga para identificar um “fish” na mesa.

Fique atento com as donkbets

Termo muito conhecido entre os jogadores de poker de todos os níveis, as donkbets acontecem até mesmo entre os profissionais, mas a frequência para tal é muito maior entre os competidores que estão começando nas cartas.

Para quem não conhece, a donkbet é classificada quando alguém faz uma ação digna de novato durante um jogo. Há vários exemplos que caracterizam uma donkbet, como por exemplo no caso em que uma aposta acontece quando o jogador está fora de posição e aplica um call no raise de outro competidor.

A donkbet pode acontecer em praticamente qualquer hora do jogo, como também no river quando um iniciante passa a realizar blefes de maneira totalmente acima da média mesmo sem ter uma mão competitiva para tal ou em desvantagem de fichas.

Fique atento se o seu oponente realiza muitas donkbets, pois isso certamente é um sinal claro de amadorismo. Ao identificar essa característica, neutralizar o fish se tornará algo muito mais fácil de ser concretizado.

Seleção de mão extrema no pré-flop

Há vários jeitos de jogar poker, principalmente em modalidades mais famosas como Omaha e o Texas Hold’em. No entanto, os jogadores profissionais normalmente seguem um padrão na hora de tomar as suas respectivas escolhas, principalmente em situações como o pré-flop.

Se você perceber que o competidor adversário toma decisões muito fora da curva no pré-flop, então há uma boa chance desse jogador ser um fish na mesa. Seleção de mão pouco ortodoxa, como muito solto ou muito tight são indícios disso.

É claro que para ter a conclusão certa de que o seu adversário não sabe jogar no pré-flop é necessário ter pelo menos algumas rodadas de amostra. Portanto, é preciso paciência para não tomar nenhuma conclusão precipitada quanto a isso.

É tagarela? Boas chances de ser um fish

Esse conselho é dado principalmente para os jogadores de poker online. Na modalidade digital, raramente os profissionais ficam conversando ou se provocando no chat online, visto que esse papel é geralmente preenchido pelo fish.

Pelo fato de que o profissional geralmente disputa dezenas de torneios por dia, normalmente o mesmo não tem tempo para ficar respondendo a provocações que são expostas pelos adversários na sala de conversa.

Jogador amador e recreativo tende a fazer perguntas tolas no chat, assim como provocações baratas que raramente surtem algum tipo de efeito nos competidores mais experientes e que disputam dezenas de competições diariamente.

Outras dicas gerais

Além das três citadas acima, fique atento a outras características que são comuns entre os jogadores recreativos. A principal delas é o excesso de blefe e mãos jogadas, visto que normalmente os iniciantes não contam com uma boa gestão para tal.

Outra dica para ficar de olho na hora de identificar os jogadores iniciantes é colocá-los em situações complicadas em que ele precisa agir entre fazer o call ou dar o fold. Ao expor o competidor, é possível compreender o seu nível técnico para entender se o mesmo tem um bom nível técnico ou não.

Ao seguir todas essas dicas, você vai encarar o jogo de poker com um novo olhar e poderá encontrar brechas que anteriormente não conseguia.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.