Os jogadores já estão na zona de premiação no Main Event do MILLIONS South America. Nesta quinta-feira foi concluído o Dia 2 do torneio – que garante 5 milhões de dólares efm premiação – e todos os classificados para o Dia 3 ficaram, como se diz no poker, “no dinheiro”.

No momento, restam 65 jogadores no field. 60 deles se classificaram jogando diretamente nos salões do cassino Enjoy Punta del Este -uy- e cinco oriundos dos Dia 1 + 2 Online.

Domínio Sul-americano

Entre os sobreviventes, os melhores stacks estão com jogadores da América Latina. Andrés Viola , da Argentina, lidera, com 25.175.000 fichas; em seguida, na vice-liderança, está o brasileiro Lorenzo Bazei .

Bazei deve ter ido dormir à noite muito empolgado com o que lhe espera no torneio. Nem todos os brasileiros saem do torneio com muito o que comemorar.

Yuri Martins Dzivielevski , um dos maiores nomes do poker nacional, deixou o torneio na noite desta quinta-feira a um passo da zona de premiação.

O brasileiro foi eliminado quase na bolha, na 67ª colocação, segundos antes do peruano Francisco Picasso  – 66º colocado e bolha oficial.

27% do field

Apesar do desafortunado desfecho de Yuri neste Main Event, há ainda muitos brasileiros no field. São 18 os jogadores do país ainda na disputa, equivalente a 27 % do field neste Dia 3.

Entre os representantes nacionais, destaque ainda para figuras como a embaixadora do partypoker Day Kotoviezy , Rafael Caiaffa , Norson Saho e Alexandre Mantovani .

Estrelas internacionais

Apesar do domínio de brasileiros e argentinos no MILLIONS South America, existem ainda muitos grandes jogadores internacionais na disputa. Saltam aos olhos nomes como os de Dzmitry Urbanovich  e Martin Mathis , atual campeão do Main Event do MSA.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.